Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos

Logo VN Cerveira mais AquaMuseu

Autarquia avança com requalificação de cerca de 300 mil euros no Parque de Lazer do Castelinho

Requalifica  o parque castelinho 3 1 980 2500
21 Março 2018

Considerado uma referência turístico-ambiental a nível ibérico, o Parque de Lazer do Castelinho vai ser alvo de uma profunda intervenção na ordem dos 300 mil euros. A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira tem em concurso uma empreitada de requalificação e beneficiação das várias infraestruturas, com início previsto para abril.

Aberto ao público em 2008, o Parque de Lazer do Castelinho apresentou-se, desde logo, como um espaço inovador pela conjugação entre a diversão dos mais pequenos e a tranquilidade paisagística pretendida pelas famílias. Contudo, a constante exposição às condições meteorológicas associada à grande utilização provocou um desgaste gradual das infraestruturas, situação já sinalizada pelo executivo como prioridade e cuja resolução é agora possível.
Sem qualquer recurso a financiamentos comunitários, a intervenção visa a remodelação de todo o parque infantil (renovação e colocação de novos equipamentos), dos espaços de circulação, bem como dos campos de minigolf e desportivo. Será ainda renovada toda a iluminação pública existente para tecnologia LED.

“O objetivo é dar dignidade aquele parque muito frequentado por portugueses e espanhóis ao longo de todo o ano, com maior incidência no período de primavera e verão. Com esta intervenção de foro municipal, todo aquele espaço e área envolvente ganha uma imagem renovada, atrativa e consentânea com as expetativas de quem nos visita e desfruta daquela valência”, assegura o autarca cerveirense, Fernando Nogueira.

Com previsão de início em abril e término em finais de maio, esta empreitada não engloba o recinto dos jogos de água e as torres de escalagem devido ao avultado orçamento, mas cuja intervenção será efetuada no próximo ano.

O Parque de Lazer do Castelinho engloba diversas propostas desportivas e recreativas com uma componente pedagógica ligada à natureza e aos recursos hídricos, onde a arte também ocupa lugar de destaque. A sua localização privilegiada, mesmo às portas do centro histórico e das margens do rio Minho, permite um encontro ímpar com a beleza natural, proporcionando um inesquecível e aprazível relaxamento.