Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos

Logo VN Cerveira mais AquaMuseu

Aquamuseu participa com ateliê dos 3 R's na VIII Educarte

Img 2748 1 980 2500
16 Maio 2018

O VIII Educarte – Mostra de Arte Infantojuvenil de Cerveira apresenta-se com um redobrado sentido de aprendizagem e conhecimento artístico-cultural, patrimonial e ambiental. Aos criativos trabalhos e interativas performances dos alunos das escolas de Vila Nova de Cerveira e, este ano, também de Caminha, junta-se a dinamização de três ateliês permanentes integrados na iniciativa ‘Museus Fora de Portas’ 2018, entre os quais do Aquamusue do rio Minho. De entrada livre, a intitulada ‘bienal dos pequeninos’ encontra-se de portas abertas, até esta sexta-feira, no Cineteatro de Cerveira.

Cerca de 120 obras da autoria de crianças e jovens de nove estabelecimentos de ensino de Vila Nova de Cerveira e dois do concelho vizinho de Caminha vão estar expostas, ao longo de três dias, no Cineteatro de Cerveira. E mais do que uma exposição, o Educarte - Mostra de Arte Infantojuvenil oferece um vasto programa de performances interativas com o público, a abranger áreas tão diversificadas como música, dança, teatro, atividade física e artes plásticas.

Mas a edição 2018 conta ainda com a participação do Aquamuseu do Rio Minho, do Museu da Bienal de Cerveira e do Convento de San Payo que colocam à disposição da comunidade educativa conhecimento, ferramentas e estratégias em três ateliês permanentes e diferentes no âmbito do V ‘Museus Fora de Portas’.

O Aquamuseu propõe uma atividade em torno dos três R’s: Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Assim, e de maneira a consciencializar para um uso mais responsável dos sacos de plástico nos baldes usados em casa junto das mesas de escritório e de estudo das crianças, a proposta é no sentido de ensinar a criar, de forma bastante simples e rápida, sacos de papel usando simplesmente 4 folhas de jornal para cada um, para serem usados em cestos para papeis que, posteriormente, deverão ser depositados no ecoponto. Por sua vez, o atelier do Convento de San Payo proporciona uma recriação do Forte de Lovelhe, recorrendo a materiais e técnicas de colagem do Escultor José Rodrigues; e a celebrar os 40 Anos da Bienal, o Museu da Bienal sugere um atelier de homenagem à "Mão".

Organizada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, em parceria com os estabelecimentos de ensino do concelho, do pré-escolar ao ensino superior (Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira, Colégio de Campos, Creche de Campos, ETAP, Escola Superior Gallaecia, Santa Casa da Misericórdia, Jardim-de-Infância de Caminha e de Moledo), a já designada ‘bienal dos pequeninos’ prevê a visita de cerca de 1500 alunos e de largas centenas de pessoas. De entrada livre, as portas encontram-se abertas entre esta quarta e sexta-feira, das 10h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00.